Modo de Ver

HOME   /   MODO DE VER   /   O BURRO DA LÂMPADA INCANDESCENTE

A coluna "Modo de Ver" foi publicada semanalmente no jornal Correio de Uberlândia de janeiro de 1996 a dezembro de 2016. A partir de 2017, os textos passaram a ser publicados no Diário do Comércio de Uberlândia.


4 Comentários  
467 Visualizações  
4 de Fevereiro de 2016 Alexandre Henry

O burro da lâmpada incandescente

Thomas tinha oito anos de idade quando deixou a escola, onde o professor dizia que ele era desmiolado e tinha dificuldades de aprendizado. Se Thomas tivesse acreditado no que o professor lhe disse, provavelmente o mundo teria ficado mais tempo no escuro. No escuro? Como assim? O menino desmiolado era simplesmente Thomas Alva Edison, um dos maiores gênios inventivos que já passou por este mundo, o responsável por inventar a lâmpada elétrica incandescente (depois de testar milhares de tipos de filamentos), por conseguir criar o primeiro aparelho que registrou e reproduziu sons, por fazer com que o telefone funcionasse direito, entre inúmeros outros inventos que mudaram a humanidade.

Jack Ma nasceu mais de um século depois de Thomas Edison e provavelmente está longe de ter tão fabuloso gênio inventivo. Ele mesmo narrou sua vida outro dia, no Fórum Econômico Mundial, em Davos: "Falhei muitas vezes. Fui rejeitado em uns 30 empregos. Tentei uma vaga na polícia, não me quiseram. Quando o KFC chegou à China, tentei um emprego lá. Eles entrevistaram 24 pessoas e contrataram 23. Eu fui o único que ficou de fora. Tentei entrar em Harvard dez vezes. Em todas fui rejeitado. Eu sei ser rejeitado". Quem é Jack Ma? É um chinês dono da Alibaba, uma gigantesca empresa de comércio eletrônico que realizou a maior operação de lançamento de ações da história da bolsa de Nova York. O rejeitado que não servia para trabalhar em uma lanchonete de frango frito tem hoje uma fortuna de quase US$ 30 bilhões, fruto de suas inteligentes ideias para o mundo dos negócios.

Há muitas histórias como a de Thomas Edison e Jack Ma, cujas biografias são muito mais potentes do que qualquer best seller de auto-ajuda. Mas, não é preciso mais do que cinco minutos ouvindo suas histórias para descobrir que o sucesso deles se fundou em poucos e simples atributos. O principal deles talvez seja a vontade de seguir em frente mesmo tendo acabado de sair de um fracasso ou de ter ouvido uma crítica horrível. Sim, porque são raríssimos os casos de pessoas que atingiram um sucesso muito grande sem passar por vários tropeços anteriores. Muito cantor famoso teve suas canções rejeitadas por gravadoras importantes, muito craque de futebol não passou por peneiras em clubes pequenos, muito cientista fabuloso já teve problemas na escola. Humilhações, fracassos retumbantes e outras infelicidades compõem a biografia de quase todos os nomes de sucesso, em todas as áreas.

Não é fácil lidar com uma frustração, não é fácil ser chamado de burro pelo professor ou ser o único desprezado em uma seleção de mais de vinte pessoas. Mas, quem consegue superar as adversidades acaba tendo um final feliz. Simples assim.

Alexandre Henry

Avalie o texto:

Comentários

  1. Po2NqU1i0

    22 de Dezembro de 2016 às 23:27

    Too many coiemlmpnts too little space, thanks!

  2. nCc9Utc6q0tx

    24 de Dezembro de 2016 às 10:46

    I will be putting this <a href="http://jkijbga.com">dazizlng</a> insight to good use in no time.

  3. dU8l10qxhH2

    25 de Dezembro de 2016 às 17:14

    That takes us up to the next level. Great posngti. http://poawrraxdba.com [url=http://hipyttb.com]hipyttb[/url] [link=http://kfobcok.com]kfobcok[/link]

  4. Z6pfzPsOc9X

    25 de Dezembro de 2016 às 23:36

    Your article was <a href="http://qmxstesiray.com">exclleent</a> and erudite.

Envie seu comentário

Seu email não será exibido.*