Modo de Ver

HOME   /   MODO DE VER   /   ESTAGIÁRIOS

A coluna "Modo de Ver" foi publicada semanalmente no jornal Correio de Uberlândia de janeiro de 1996 a dezembro de 2016. A partir de 2017, os textos passaram a ser publicados no Diário do Comércio de Uberlândia.


5 Comentários  
426 Visualizações  
2 de Dezembro de 2015 Alexandre Henry

Estagiários

Eu acredito que existam algumas centenas de milhares de estagiários no Brasil atualmente, entre remunerados e voluntários, formais e informais. Apesar desse crescimento, o estágio não é uma novidade, pelo contrário: era a forma mais comum de se aprender uma profissão antigamente. Claro, estagiário atendia pelo nome de "aprendiz", "ajudante" ou "auxiliar", mas a intenção era a mesma, ou seja, a de aprender um ofício na prática, diretamente com quem já dominava aquele ofício.

Se não é coisa nova, acredito que o estágio evoluiu muito. Pelo que sempre ouvi de pessoas mais velhas, chegava-se a pagar pela oportunidade de ficar ao lado de um profissional e aprender com ele. Hoje, boa parte dos estagiários não só é remunerada como tem até direito a 30 dias de descanso por ano. Nada mais justo, especialmente quando não são raros os casos de estágios disfarçando o uso de mão de obra barata. De toda sorte, mesmo quando isso acontece, mesmo quando o estagiário está executando uma atribuição que deveria ser passada a um funcionário contratado, acho que a experiência no ambiente de trabalho vale muito para o estudante (embora desvirtuamentos devam ser sempre combatidos). E é aqui que eu quero chegar ao ponto central deste texto: seja um bom estagiário. Eu sempre digo à turma que trabalha comigo que a qualidade do serviço que você presta como estagiário é aquela que você prestará como juiz, advogado, presidente de empresa, jornalista, engenheiro etc. Se você é um péssimo estagiário, será um péssimo profissional, se é que você vai conseguir um lugar no mercado. O estágio não significa apenas a construção do seu conhecimento prático, mas também a construção do seu próprio nome no mercado de trabalho. As pessoas que já estão no batente há muito tempo observam atentamente aqueles estudantes que se dedicam no estágio, que não reclamam das tarefas, que mostram disposição, força de vontade, que querem aprender mais e mais, que não apenas cumprem tarefas, mas propõem soluções. E, lá na frente, quando você for distribuir o seu currículo, pode ter certeza de que será grande a chance dele passar pelos olhos de quem um dia acompanhou seu estágio.

Renato Russo escreveu uma música muito bonita chamada "Pais e filhos". Tenho certeza de que você conhece. Embora a canção fale de outra coisa, uma de suas frases é marcante para mim: "são crianças como você, o que você vai ser quando você crescer". Essa frase vale para praticamente tudo na vida. O que você foi ontem provavelmente é o que você é hoje. E o que você é hoje provavelmente é o que você será amanhã. Na vida pessoal e, claro, na vida profissional também, especialmente quanto aos estágios.

Alexandre Henry

Avalie o texto:

Comentários

  1. tZoZMDKQX

    22 de Dezembro de 2016 às 22:52

    You get a lot of respect from me for writing these helpful arcitles.

  2. 9Kiw5S5S

    24 de Dezembro de 2016 às 10:44

    If only there were more <a href="http://bnrcqrzzshj.com">cleevr</a> people like you!

  3. BmqaNRCdP

    25 de Dezembro de 2016 às 17:13

    Unevliebable how well-written and informative this was. http://xivcnjakdb.com [url=http://iwqjyj.com]iwqjyj[/url] [link=http://flpcuqsnk.com]flpcuqsnk[/link]

  4. WZlXrE0R3YI6

    25 de Dezembro de 2016 às 23:35

    Your <a href="http://aqcjhwfivdq.com">ponstig</a> lays bare the truth

  5. SJN3NLvif

    27 de Dezembro de 2016 às 07:38

    I don't know who you wrote this for but you helped a brhtoer out. http://myborcxmd.com [url=http://bmcjaqfdd.com]bmcjaqfdd[/url] [link=http://alqtkgvra.com]alqtkgvra[/link]

Envie seu comentário

Seu email não será exibido.*