Modo de Ver

HOME   /   MODO DE VER   /   DEBATES NA REDE

A coluna "Modo de Ver" foi publicada semanalmente no jornal Correio de Uberlândia de janeiro de 1996 a dezembro de 2016. A partir de 2017, os textos passaram a ser publicados no Diário do Comércio de Uberlândia.


0 Comentários  
128 Visualizações  
7 de Dezembro de 2016 Alexandre Henry

Debates na rede

Já faz bastante tempo que me assusta a violência dos comentários das pessoas na internet. Sempre que eu confiro o que os leitores de um jornal dizem sobre determinada matéria, encontro inúmeras ofensas, palavrões e expressões das mais diversas revelando ódio, preconceito e tudo o que há de ruim. Nas redes sociais, como a identificação do usuário costuma ser mais explícita, os ataques não são tão ferozes como você pode ver quando as pessoas escrevem anonimamente. Mas, isso não significa que os usuários das redes sociais sejam mais educados. Lá, é possível ver também ofensas dos mais variados tipos.

Definitivamente, isso não é bom. Eu sempre acredito que o debate civilizado é a melhor maneira de se evoluir, seja pessoalmente, seja socialmente. Xingar alguém definitivamente não vai te fazer melhor, embora eu admita que possa trazer um certo alívio momentâneo. Mas, os efeitos desse alívio momentâneo não compensam diante dos prejuízos que você pode ter. O primeiro deles é a perda da credibilidade do seu discurso. Quem parte para a agressão é porque já perdeu a razão, ou, no mínimo, perdeu a capacidade de argumentar. Concentrar-se no debate, na inteligência dos argumentos, na força das palavras, isso não é para qualquer um e, por essa mesma razão, quem começa a proferir ofensas acaba revelando sua incapacidade intelectual ou emocional. Claro, os prejuízos não param por aí. Você nunca sabe se a outra pessoa vai cruzar o seu caminho no futuro, em uma posição na qual você dependa dela. Agredir alguém na internet é criar um risco desnecessário de fechar portas no futuro. Não que você tenha que ficar puxando o saco de todo mundo ou que tenha que abaixar a sua cabeça. Lute o bom combate, mostre para a pessoa com quem você está dialogando que você tem uma grande capacidade de argumentação e, mais do que isso, que você tem controle emocional e não perde o equilíbrio diante de uma mera discussão na internet. Ainda existe um terceiro prejuízo você pode sofrer: um processo judicial, seja de indenização por danos morais ou até mesmo um processo por crime contra a honra. Se você acha que um eventual anonimato pode te proteger, esqueça. Quem conhece bem da internet sabe que tudo o que você faz na rede deixa rastro. Mesmo criminosos profissionais que trocam pornografia infantil não conseguem se esconder totalmente.

Enfim, a minha mensagem é clara: se você quer debater na internet, saiba que isso pode ser algo muito positivo para você, algo que ajuda a melhorar a sua capacidade de argumentação e o seu raciocínio. Mas, se começar a surgir uma vontade de xingar ou de agredir a outra pessoa, o melhor é abandonar aquele debate.

 

Alexandre Henry

Avalie o texto:

Envie seu comentário

Seu email não será exibido.*