Modo de Ver

HOME   /   MODO DE VER   /   AIDS

A coluna "Modo de Ver" foi publicada semanalmente no jornal Correio de Uberlândia de janeiro de 1996 a dezembro de 2016. A partir de 2017, os textos passaram a ser publicados no Diário do Comércio de Uberlândia.


4 Comentários  
366 Visualizações  
19 de Junho de 1996 Alexandre Henry

AIDS

Há alguns meses eu venho escrevendo toda semana nessa coluna sobre assuntos bem variados, mas sempre tentando pegar algum acontecimento ou assunto de interesse dos jovens, sem com isso discriminar as outras idades. Hoje eu gostaria de sair um pouco dessa linha que eu sempre escrevo, daquele jeito meio irônico ou até engraçado, para falar de um assunto de interesse geral e muito sério, mas sério mesmo.

Todo mundo já ouviu falar em AIDS, a palavra não é nova. Mas parece que alguns ainda não se tocaram da gravidade dessa doença. Se você é um desses que acham AIDS uma besteira, uma invenção da cabeça do povo ou mesmo algo ainda restrito a poucas pessoas, então é hora de parar e pensar um pouco mais sério no assunto. Se você não entende disso, lá vai:

- O que é AIDS? - É a Síndrome de Imuno-Deficiência Adquirida, uma doença fatal causada por um vírus bastante simples, chamado HIV. Ele ataca as células de defesa do nosso organismo e deixa a gente indefeso contra doenças simples como a gripe. Quem pega AIDS acaba morrendo dessas doenças.

- Como se pega? - Através, principalmente, do sangue e do esperma. Os meios mais comuns de se pegar são as transfusões de sangue contaminado, o uso compartilhado de seringas e o sexo sem proteção. A doença pode se manifestar em pouco tempo ou então ficar no corpo por vários anos.

- Tem cura? - Não. Hoje em dia, os laboratórios do mundo todo correm atrás de uma vacina ou remédio contra AIDS, mas ainda não conseguiram achar a cura. Por isso, a solução é se prevenir.

Um ponto importante a saber sobre a doença é que todo mundo está arriscado a contraí-la, se não se cuidar. E esses cuidados na maioria das vezes são bastante simples. As transfusões de sangue, por exemplo, já são obrigatoriamente feitas com sangue examinado. Agora, se você curte drogas injetáveis, basta não usar a seringa do outro.

Mas os casos mais comuns ultimamente se referem às relações sexuais. Por isso eu alerto: cuidado! Eu sei que é muito difícil a gente se preocupar lá na hora, naquele clima, mas hoje em dia camisinha não é mais uma opção, é obrigação. Se você for menina, não tenha vergonha de pedir para o seu namorado, rolo ou seja lá o que for. Nunca, mas nunca mesmo, confie na palavra de ninguém, porque muita gente já contraiu o vírus da AIDS e nem sabe. Isso é extremamente complicado, porque eu sei muito bem que da primeira vez, por exemplo, é chato e ruim usar camisinha. Mas infelizmente a nossa geração nasceu condenada por esse mal e a gente deve usar, até da primeira vez. Os homens, incluindo os jovens, costumam carregar um preservativo no carro ou na carteira, mas muitos simplesmente não usam lá na hora. Isso é que nem aquele negócio de carregar capacete pendurado no braço: uma hora acontece um acidente, morre e não sabe por que.

E o beijo? Bem, aí ainda há divergências. Tem gente que diz que pega, outros não concordam com isso. Por enquanto, é melhor se cuidar um pouco. Não estou falando em não beijar, isso é impossível, mas pelo menos selecione melhor as pessoas com quem você vai ficar. Já o sexo oral é mais arriscado, apesar de ainda não estar comprovada a contaminação por essa forma de contato. De qualquer forma, vale a mesma dica. E pros afoitos a experiências diferentes ou homossexuais, o cuidado deve ser dobrado

Olha, eu sei que essa conversa é meio chata, mas não dá pra não alertar. Nessa semana, eu fui com uma amiga minha para ela fazer o teste de AIDS. Tudo bem, deu negativo, mas só o pânico da espera é assustador. A doença, então, nem se fala. Quem pega AIDS sofre muito, porque o corpo vai morrendo aos poucos e muitas vezes outras doenças muito dolorosas surgem também. Chega desse negócio de achar que AIDS é coisa dos outros. Já disse e repito: muitas pessoas têm o vírus e não sabem, muita gente jovem anda morrendo por conta da doença. Por isso, aproveite a vida como eu sempre digo, pois a melhor coisa desse mundo é justamente viver. Mas cuide-se, por favor. É um pedido sério. Essa doença é horrível e mata mesmo.

Alexandre Henry

Avalie o texto:

Comentários

  1. H1c4N0Z2BT0z

    22 de Dezembro de 2016 às 23:54

    Great hammer of Thor, that is powlufrley helpful!

  2. edh2ygFBKfQ

    24 de Dezembro de 2016 às 10:46

    A minute saved is a minute <a href="http://qmlqxxg.com">eanerd,</a> and this saved hours!

  3. 9nnQuswF

    25 de Dezembro de 2016 às 17:14

    Most help articles on the web are inaccurate or inoneerhct. Not this! http://tuaudtaj.com [url=http://qtlxqj.com]qtlxqj[/url] [link=http://cvkeploins.com]cvkeploins[/link]

  4. j8ypKAHXDl

    25 de Dezembro de 2016 às 23:36

    That's a <a href="http://vvnqvuwd.com">wehtgtlou-hl-out</a> answer to a challenging question

Envie seu comentário

Seu email não será exibido.*