E você ainda briga por eles!

Com o país de olho no Senado e nos capítulos finais do impeachment, a política voltou às redes sociais, ainda que em menor intensidade. De toda sorte, novamente voltamos nossos olhos para Brasília e para um Congresso no qual os parlamentares, por vezes, parecem estar à beira de uma troca de tapas.

Bobagem. Nos últimos dias, várias reportagens mostraram a vida como ela realmente é por lá. Disse uma delas, da Época Negócios: "O clima de tensão e rivalidade que aparece diante das câmeras não traduz o conjunto das relações entre os senadores, que fora da disputa política, mantêm um relacionamento mais amigável. (...) Na hora do discurso oficial, os senadores vestem personagens que, por vezes, não coincidem com o que são nos bastidores, onde as lentes da TV não alcançam". A reportagem seguiu dando exemplos de conversas amenas e cheias de gargalhadas entre senadores que se opõem diante das câmeras.

Isso é a política, algo mais parecido com o futebol do que com uma batalha entre nazistas e aliados na 2ª Guerra Mundial. É tudo um jogo calculado em que, estando presente a torcida, os jogadores passam a exercer um papel que não é exatamente o mesmo visto no vestiário ou fora do estádio. Aliás, o futebol é um pouco mais sincero do que a política, pois há jogadores que realmente saem na pancada e ficam magoados uns com os outros, algo que raramente acontece entre os grandes políticos. É tudo um jogo, você não percebe? Quem se mata é a torcida nas arquibancadas, nunca os jogadores. Quando convém, eles mudam de time sem o menor problema. E, claro, sempre mantêm um bom relacionamento entre eles e com os dirigentes adversários, pois nunca se sabe o dia de amanhã e, ainda que em lados eventualmente opostos, eles fazem parte de um círculo do qual você, torcedor, não participa. Dentro desse círculo, aparências à parte, eles precisam ter uma boa relação para que continuem fazendo parte dele e continuem tendo acesso a privilégios exclusivos, aos quais você nunca terá.

Pare de brigar com seus amigos por causa de política. Deixe de ser idiota. Não digo para você parar de discutir política, não é isso. Mas, encare a coisa como uma partida de futebol sem mortes entre torcidas rivais. Sabe quando você se senta com seus amigos e a conversa fica agitada, cada um defendendo seu time, mas no final das contas vocês estão ali celebrando uma amizade e vão terminar a noite felizes por aquele encontro? Faça isso em relação à política. Se até os caciques políticos mantêm uma excelente convivência com os rivais, porque você, que não ganha nada para defender supostas "ideias", perderia amizades por causa disso?

Alexandre Henry

ALVES, Alexandre Henry. E você ainda briga por eles!. Disponível em <http://dedodeprosa.com/conteudo/mododever/e-voce-ainda-briga-por-eles/>. Acesso em: 27/09/2020